20.2.12

mais e melhor.

Há quem diga que é uma escolha, mas não se escolhe apenas passar a vida com alguém, não podia ser só uma escolha. Quando eu quis ficar ao teu lado para tudo e por tudo, já sabia que não ia ser fácil. Não se diz apenas - Eu quero ser feliz ao teu lado - e espera-se que aconteça assim como queremos, quando eu te deixei entrar na minha vida não queria que fosse uma leve passagem, não queria que te fosses embora de um dia para o outro, e que mais tarde tudo o que ficasse fossem recordações. Quando te abri o meu mundo e te mostrei o quanto complicada conseguia ser, não queria que fugisses, queria que fosses capaz de pegar em cada pedaço deslocado de mim e trazê-lo de volta, arrumar as feridas do passado onde elas pertencem e construir novas memórias, mais felizes. Não te podia aceitar sem saberes como realmente era o meu mundo, quando larguei aquela menina forte e intocável que conhecias, e te mostrei como os meus olhos às vezes teimavam em seguir ao contrário daquilo que eu queria mostrar, não te queria assustar, mas não era, de todo, justo que quisesses dar-me todo o teu mundo sem saberes o que eu era. Mas tu ficaste, mesmo que dia após dia eu te desse a conhecer a confusão em que eram os meus dias, tudo aquilo com que eu tinha que lidar para continuar com a cabeça alta e a seguir caminho, tu ficaste a meu lado. Quando te contei que a minha vida nem sempre foi fácil, não te queria condenar, não queria dizer-te que não te metesses nisto, queria que me confortasses, e que tivesses disposto a melhorá-la comigo, mas tinhas de saber que eu não sou egoísta, só vivo com medo de perder toda a vida que ultrapassei, e ao teu lado tenho aprendido a deixar este medo ir-se embora . E tu ficaste, foste ficando e tens ficado todos os dias, embora saibas que todos os dias vais descobrir mais sobre mim e nem sempre vai ser bonito, nem sempre serão coisas que te deixarão mais descansado, e às vezes vão roubar-te mais força do que aquela que pensas, e ainda assim, lutas por mim. Não me desiludes e não consigo imaginar que o possas fazer alguma vez.
 Não é uma escolha, eu não tenho o direito de te pedir que fiques sempre comigo, mas quero muito continuar a dar-te todos os motivos e mais alguns para tu seres feliz ao meu lado. Não te faço sempre feliz, não serei sempre fácil, não posso prometer compreender-te todos os dias nem saber lidar com todas as tuas acções. Não te posso garantir que não te vou magoar, que não vou gritar contigo e não posso dizer que vou pensar sempre como tu, e que não vamos discutir. Não vai ser sempre bonito, e às vezes, mais do que as que estamos à espera, vai ser preciso mandar embora o orgulho, mas eu vou estar aqui, todos os dias para ti a saber amar-te mais e melhor. 

- Vou irritar-te;
- Vou pedir-te desculpa;
- Voltar a irritar-te;
- Mas, vou amar-te.

13 comentários:

  1. Revi-me no teu texto, está perfeito! Parabéns. Beijinho

    ResponderEliminar
  2. Como eu me vi tanto neste texto, Inês. Gosto tanto de te ver feliz :) beijinhos (L)

    ResponderEliminar
  3. O Amor é mesmo minha IC e adoro ver-te feliz :) <3

    ResponderEliminar
  4. Está maravilhoso, adorei.
    E muito obrigada.

    ResponderEliminar
  5. Olá, parabéns pelo seu blog.
    Te convido a conhecer o meu,
    http://carmasepalavras.blogspot.com/

    ;)

    ResponderEliminar
  6. Ao inicio é uma escolha, mas depois passa a ser algo mais, passa a ser uma luta diária, porque não queres perder essa escolha, porque sabes que nada é garantido; e quando se ama assim tem-se medo de perder, mas continua-se a ser verdadeiro.
    Aquilo que escreveste aqui é uma grande prova de amor

    ResponderEliminar
  7. Olá, parabéns pelo seu blog.
    Te convido a conhecer o meu,
    http://carmasepalavras.blogspot.com/

    ;)

    ResponderEliminar