26.2.09

comboio de uma vida.

De todos os sitios por onde vagueamos nada mais ficam do que as memórias, esta ou aquela pessoa que nos falou com os olhos e transmitiu tudo sem que fosse preciso dizer um "olá". Pessoas que não conhecemos, que vão na rua e nos contam todos os seus objectivos e planos sem pronunciarem uma única palavra. A viagem diária de comboio onde nos prendem os momentos de uma vida sem nos terem falado sobre uma única linha. A fotografia com os sorrisos que nunca vimos que nos dizem todos os erros que já foram cometidos sem ninguém nos tentar ensinar. Ou o sonho da noite anterior cujas faces não se viam, as vidas não se liam, os desejos não se sabiam, e conhecemo-los melhor que ninguém, e no entanto: quem são? (dizem que é mais fácil conhecer estranhos do que conhecermo-nos e a quem nos rodeia, talvez)
Apanhei o comboio para o mundo, ensinaste-me mesmo sem me teres falado sobre isso que as palavras só devem ser utilizadas quando são realmente necessárias. E tens-me ensinado muito ultimamente, embora tu não saibas disso, e é isso que nos torna especiais, tu não pedes e não hesitas em dar, e eu não procuro receber e só não te dou o que não temos. Nós somos a viagem diária de comboio, só a fazemos porque queremos, e sabemos mais sobre nós do que pensamos, e muita coisa fica sem ser dita. Gostava de te agradecer, e embora não te diga " Obrigado " eu sei que tu me sentes agradecida, as palavras entre nós aprenderam a esperar, sabemos que nem sempre são a verdade, tens-me ensinado a conduzir comboios, a simular sonhos e a ir a sitios onde nunca cheguei, e no entanto nunca aprendeste. Temos uma coisa boa, não sabemos quando acaba a viagem porque não lhe demos um destino.

como escrevia Paulo Coelho:

" Não somos donos do Sol, nem da tarde, nem das ondas, porque não podemos possuir-nos a nós mesmos. (...) parece-me que sempre te conheci, porque não consigo lembrar-me de como era o mundo, antes. (...) As pessoas dão flores de presente porque nas flores está o verdadeiro sentido do Amor. Quem tentar possuir uma flor, verá a sua beleza murchar. Mas quem apenas olhar uma flor num campo, permanecerá para sempre com ela. (...) nunca serás minha e por isso ter-te-ei para sempre. "

Quero com isto dizer-te que eu não preciso de saber até onde vai o comboio, não preciso de saber a que horas termina a viagem e se ela realmente começou, interessa-me apenas que eu continuo apanhar o mesmo comboio à hora marcada, sem saber que horas são. E não quero olhar para o relógio porque não quero ter, se por acaso algum dia tentar chegar a horas, vou ver o comboio partir antes de mim, vou ver os momentos partirem sem serem conhecidos, porque não haverá comboios, nem sorrisos, nem sonhos nem sitios para visitar, nem coisas para ensinar ou aprender e não haverá mais do que eu e tu e algumas histórias para contar, deixa as horas marcadas, o mundo é de quem não olha ao tempo.

e já agora, deixa-me dizer-te que
- não se apanha o comboio certo duas vezes na mesma vida

11 comentários:

  1. eu já te disse várias vezes que escreves melhor que ninguém.
    comboio certo, só o apanhamos uma vez. por isso, temos de aproveitar todos os momentos que a viagem nos proporciona, aprender com ela e remediar (alguns) erros que possamos cometer.

    minha inês, eu gosto muito de ti.

    ResponderEliminar
  2. Pois não. O comboio quando apita já as portas se fecharam. E quando os sonhos correm Mundo o comboio foge-nos por entre os dedos.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  3. Fiquei impressionado com a qualidade deste texto. Em algumas linhas, acabas por transmitir muito e completas com um grande texto de Paulo Coelho ;)
    tenho de te dar os parabéns, sem dúvida.
    beijinho :*
    ps. vou continuar a visitar mais vezes este blog porque leitura destas vale sempre a pena :)

    ResponderEliminar
  4. a vida é um comboio :) escreves perfeições inês (L)

    ResponderEliminar
  5. A minha vida é um vai-e-vem de viagens.
    E adorei o texto Inês, (L) *

    ResponderEliminar
  6. Eu não tenho escrito há muito tempo :S

    oh, eu também gosto muito do que escreves, consigo identificar-me neles :)

    ResponderEliminar
  7. Pode ser tramada, mas significa que o passado valeu a pena e só isso já nos faz sorrir (:
    Eu também adorei o que li...aliás, adoro todos os teus textos.

    ResponderEliminar
  8. Pode ser tramada, mas significa que o passado valeu a pena e só isso já nos faz sorrir (:
    Eu também adorei o que li...aliás, adoro todos os teus textos.

    ResponderEliminar
  9. Olá! Visita este blog: http://viverporhoje.blogspot.com/.
    É do meu grupo de Área Projecto, é importante que possas ler!
    Beijinho *

    ResponderEliminar