12.12.10

some people change.

#1 LETTER TO YOUR BEST FRIEND
"Telefonar-lhe para quê? Não se pede carinho, nem amor, nem atenção, nem tempo a ninguém. Se as pessoas gostarem mesmo de nós, acabam por nos dar tudo."

Sabes, foi isto que acabei por aprender, foi isto que fui obrigada a aceitar. E por isso, deixei de te falar sobre nós, deixei de te tentar mostrar aquilo que sentia. Há dias em que as saudades apertam tanto cá dentro, e a vontade de as demonstrar é tanta, mas eu aguento, tu sabes melhor que ninguém como sou, como me faço de forte e aguento tudo o que tiver que aguentar, ou pelo menos sabias. Há dias em que me acontecem coisas que talvez noutro dia eu te ligasse a correr só para sorrires, ou chorares comigo, mas agora não. Dias em que eu fosse a correr para os teus braços, porque tu tinhas que saber toda a minha vida, fazias inteiramente parte dela, e todas as minhas decisões passavam por nós. A verdade? é que eu simplesmente não era capaz de viver sem ti, mas até isso eu tive de aprender, e se tu soubesses o quanto doeu acordar sem ti, certo dia..
Eu sei que a culpa não é só tua, sabes bem que comigo, as culpas são sempre partilhadas, mas eu não consigo mais ir atrás de ti, e dói, já não sei tanto da tua vida, tu pouco sabes da minha, e tudo o que temos em comum, vai acabando por cair. Já não fazes parte das minhas decisões, e eu também não, e grande parte delas, não nos agradam simplesmente. Mas eu aprendi a deixar-te fazer as tuas escolhas, a deixar-te seguir em frente se é isso que tu queres, a deixar-te ficar às vezes, e a aceitar que venhas, porque apesar de tudo, eu sei que nunca nos vamos largar. E espero, porque quem ama espera, e dez anos não se amachucam e se enfiam no caixote do lixo de um dia para o outro.

30 comentários:

  1. não houve invasão alguma fofinha, porque acabei de ler esta tua carta e percebi que estás a passar pelo o mesmo que eu infelizmente :s mas força, e olha conta comigo para qualquer coisa, já que estamos a passar pelo o mesmo podemos partilhar o que sentimos :s vá MUITA FORÇA ♥

    ResponderEliminar
  2. "Telefonar-lhe para quê? Não se pede carinho, nem amor, nem atenção, nem tempo a ninguém. Se as pessoas gostarem mesmo de nós, acabam por nos dar tudo."
    perfeito *.*

    ResponderEliminar
  3. Não tens que pedir desculpa pela 'invasão', sempre que quiseres já sabes.. Mas, muito obrigada pela tua opinião é muito importante para mim. Adorei este teu post, achei maravilhoso, mesmo! :) beijinhos, vou te (per)seguir :)

    ResponderEliminar
  4. dez anos é realmente muita coisa para deixar grandes saudades
    força «3

    ResponderEliminar
  5. oh, que bonito... e lamento muito que esse abismo se tenha criado :/ beijinhos

    ResponderEliminar
  6. percebo tão bem o que queres dizer. às vezes ainda dói...

    ResponderEliminar
  7. um dia é sempre um dia e há dias que doi :)
    Mas tu és grande Inês ;)

    ResponderEliminar
  8. Tenho vontade de chorar.. De explodir e deitar cá para fora o que tenho cá dentro em relação a isso. Porque dói muito. Mas aprendemos a viver com essa ausência, a ausência de quem antes estava constantemente presente na nossa vida.
    *

    ResponderEliminar
  9. Fiquei com um nó na garganta.. só o tempo pode curar (quase) tudo.

    ResponderEliminar
  10. tirando isto, sim, estou bem.
    quem perdi era muito importante mesmo :/

    ResponderEliminar
  11. pois já vi que não :/
    mas temos de ter força!

    ResponderEliminar
  12. «Dez anos.»
    Fiquei a pensar. Dez anos.. Tanto tempo, tantos meses, tantas estações. Tanta felicidade, tanta segurança e certeza. E o tempo corre, avança e ás vezes nem se dá conta. O tempo vai, e sempre que volta, tráz outra brisa, outro ar, mas o amor - em todos esses anos - se ajeitou da melhor forma a se suster.
    E não se esquece, é claro que não se esquece. Como é que se pode esquecer? Como é que pode ser possível?
    Dez anos. Meu Deus, dez anos!
    FORÇA.

    ResponderEliminar
  13. Como eu te percebo, passei/passo pelo mesmo, nao foram 10 anos, foram 2 mas igualmente importantes... ele faz-me falta (muita) mas cansei-me de desculpar tudo e lutar sozinha.

    força bebeda :) ♥

    ResponderEliminar
  14. Olá inês :)
    Como deves saber, eu adorei este texto! As tuas palavras reflectem tudo o que sinto, neste momento. Deixei de tentar resolver o que estava estragado. Espero o dia em que tudo se resolva, com a esperança de que se resolva mesmo.
    Custa perder uma amiga, qd ela tem um papel tão fundamental da nossa vida, mas não há nada a fazer. O futuro ditará o presente não é? É a minha esperança!
    Adorei o que li, adoro como escreves*
    Beijinho grande

    ResponderEliminar