2.1.09

Desculpa, é tarde.

Desculpa. Desculpa estar a ir embora, mas eu não pertenço aqui e nunca pertenci, desculpa dizer-te só agora. Agora que já chorei tudo por ti, agora que já gritei tudo por ti, que caminhei o mais que consegui, que lutei o que a minha vontade deixou, agora que já não sei o que fazer por ti, que já falei tudo o que tinha a falar e agora que nada ouviste do que tinha para te dizer, que já não sei onde estás e por que caminhos vagueias, desculpa ter percebido só agora que este nunca foi o meu lugar, já vou tarde. Desculpa descobrir após tanto tempo que tu tinhas razão, que as recordações são para ser postas em caixas e arquivadas e nada de visitas prolongadas, só vi agora que o que passámos pertence a outro mundo, também já vou fechar a porta, desculpa a demora. Não vou correr atrás de ti, desculpa, já mudei a rota e fiz do meu coração pedra, raspei com força e escrevi: eu não te quero mais. E não quero, não quero mais amar-te e não te quero comigo, nem perto de mim, já não quero e mesmo que quisesse não posso querer, desculpa ser só agora.. Voltei a olhar em frente, desculpa, não tinha percebido que não te podia meter primeiro que eu, pensei que ias ficar e só agora vi que me tentaste ensinar que nada mais importa se não eu, nunca mentiste, sempre disseste que eu era tudo, esqueceste-te sempre de mencionar é que eu era tudo, para mim.
Agora estou como tu, finalmente - pensas tu para ti, eu e só eu importo, não sei mais querer-te do jeito que queria, risquei a palavra amor e todos os possiveis significados do meu dicionário de ti, não quero mais amores estragados, sózinhos e só meus. Desculpa eu sei que é tarde mas, eu já saltei da carruagem e tu já vais longe, desisti de te apanhar.

adeus meu amor estragado, vêmo-nos mais tarde.

16 comentários:

  1. dificil para ti pensares assim suponho, por mais que digas que nao, conheco-te.
    acho que fazes tu se nao bem em pensar desta maneira. Apoiarte-ei em todas as decisoens.
    AMO-TE @

    ResponderEliminar
  2. custa muito... mas às vezes é o caminho certo :/
    força inês. (L)

    ResponderEliminar
  3. "...que as recordações são para ser postas em caixas e arquivadas e nada de visitas prolongadas..."

    tomaste a atitude certa :) força (L)

    ResponderEliminar
  4. "vou fechar a porta"

    era o que eu devia fazer também :s

    Mas o teu texto está perfeito=)


    Beijinho*

    ResponderEliminar
  5. Desculpa invadir mas já li os teus textos todos, alguns mais que uma vez, e não resisto a deixar um comentário.

    É impressionante como consegues que eu sinta tudo o que estás a sentir.
    Há muito tempo também ja me senti assim, posso dizer que foi durante alguns anos. Um dia, de um momento para o outro o meu coração achou que já não conseguia mais viver assim naquele sofrimento e, ao outro dia quando acordei, tudo de mau, toda a dor e sofrimento, tinham desaparecido.
    Acredito (e para teu bem) que um dia também vais acordar, olhar para trás e pensar "Já passou...".

    Força para ti!

    Beijinho e mais uma vez, desculpa a intromissão.

    ResponderEliminar
  6. já tivemos esta conversa, e sabes que tou contigo. é o melhor, pra ti, pra ele e pra todos os que te rodeiam. vai ser complicado? sim, vai. vai demorar? sim, vai. mas vais ter boas recompensas :D

    e o ultimo comentário diz tudo *

    (L)

    ResponderEliminar
  7. Acho qe é importante 'desistir' (nao sei se é a palavra adequada) quando assim o devemos fazer.
    Saber fechar uma porta,encerrar um ciclo, renovar tudo,mudar de rumo,deixar sair qem optou pela saida,e dar uma oportunidade a qem qizer entrar.

    É o qe eu acho amor,e nao duvido da capacidade qe tens pra o conseguir fazer. Por muito qe custe.

    Amote@

    ResponderEliminar
  8. Eu achava isto bonito se não fosse um texto de "despedida" ,se assim posso chamar é claro, mas está profundo. Eu li isto duas vezes e custou. Mas digo, quando num amor já só se sofre vale mais congelar, esquecer é que nunca! Força! :)

    ResponderEliminar
  9. Oh meu deus.
    Eu vou dizer uma coisa e tu vais achar ridículo. Eu li este post e o de baixo, e o de baixo e o outro que se encontra ainda mais embaixo e chorei.

    Eu explico: os blogs fazem parte de mim desde 2005. Já estou neste mundo à tanto tempo. Já aprendi tanto e já esqueci tanta coisa que sabia fazer.
    E aqui, neste mundo identifiquei-me tanto com alguém, uma amizade à distância que dura há 3 anos.

    E foi o que aconteceu agora. Eu li-te e revi-me em ti, revi os meus sentimentos nos teus, as minhas situações nas tuas, as palavras que tu escreves e que são tudo aquilo que eu sinto, acho e não digo.

    Ler isto, foi como se tivesse a ler aquilo que eu diria a alguém, aquilo que sinto, tal e qual. Sem tirar nem pôr.

    Assim te digo, esta será a 'minha nova casa', será passagem obrigatória e tu, se precisares de jogar palavras ao vento, está a vontade que eu disponibilizo-me a apanhá-las mesmo não sabendo bem o que se passa (:

    Força! Todas precisamos mesmo.

    ResponderEliminar
  10. E esqueci-me, isto tudo, foi por, todas as pessoas que me acompanharam neste mundo de blogs, sairam, tal como eu própria saí durante um tempo e, agora que voltei, as outras pessoas não voltaram e eu já não acreditava que algum dia encontra-se novamente um blog que se torna-se para mim passagem obrigatória.

    ResponderEliminar
  11. Sm, amores sozinhos é que não. Saber dizer adeus custa mas depois ficamos bem, passado algum tempo.

    ResponderEliminar
  12. Também já estive assim com uma amiga e não foi fácil. Aliás, o que sofri com essa amiga, a sério, eu nunca tinha sofrido assim por alguém com que não tivesse mais do que amizade.

    Mas agora, agora é o melhor amigo que é também o ex, e a minha cabeça está uma confusão e eu errei. Nós erramos. E perdemo-nos.

    Deixamos cair o amor que tinhamos. Que resistimos tanto a tanta merda durante três anos. Mas uma coisa é inegável, há um laço que não se quebra, nunca se quebrou, e talvez por isso o magoei tanto ao errar. Laços de eternidade mas que apesar de tudo não fazem com que não seja tarde de mais, até para uma amizade :(

    Os teus textos, meu deus, são mesmo tudo .

    Beijinho (: *

    ResponderEliminar
  13. E como ainda não comentei, cá vai.
    Não vou escrever mais de meia dúzia de linhas como muitas das pessoas fizeram porque, não preciso disso para saberes o que penso, o que és e o que somos.
    Amo-te irmã, isso diz tudo (L)

    ResponderEliminar
  14. Fantastic0 :D

    Continua ;) Beijinh0 * * *

    (desculpa a invasão)

    ResponderEliminar